Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Um grupo identificado como Anon H4 reagiu rapidamente ao artigo da reforma política que permitiria que políticos removessem da web conteúdo considerado ofensivo sem qualquer ordem judicial. O grupo assumiu a autoria de um ataque que derrubou o site do deputado Áureo Ribeiro (SD-RJ), autor do artigo.

O anúncio do ataque foi feito pela página do Facebook do grupo, que aproveitou para divulgar dados sobre o deputado, incluindo informações bancárias e bens. É importante notar, no entanto, que todos os dados divulgados constam no cadastro do TSE e não são fruto de invasão.

Reprodução

A emenda foi adicionada de última hora na reforma política votada na Câmara e no Senado. Segundo o texto, candidatos, coligações e partidos teriam o poder de decidir pela remoção de um conteúdo considerado falso ou ofensivo durante o período eleitoral sem precisar de autorização judicial. Após o pedido de remoção, provedores e serviços de internet teriam até 24 horas para excluir o conteúdo em questão sob risco de levar multa.

O deputado Áureo Ribeiro defendeu a emenda afirmando que a intenção era de combater a disseminação de perfis falsos na internet, e não gerar censura.

O presidente Michel Temer, no entanto, já se manifestou contrário ao artigo que abre brechas para censura indiscriminada sem autorização judicial e afirmou que vai vetar o artigo da reforma política.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe:

Deixe seu comentário