10 novidades do Android P reveladas pelo Google

Veja como será o futuro do trabalho segundo a Microsoft

Durante seu evento anual para desenvolvedores, o I/O, o Google anunciou o Android P, a nova versão do seu sistema operacional. Ela já está disponível em versão beta para usuários de celulares de algumas marcas, como Sony, Xiaomi e Vivo, e deve chegar em breve para mais aparelhos. Mas por tratar-se de uma versão beta, ela não deve ser muito estável.

Você já pode baixar o Android P; veja como

Veja também:Você já pode baixar o Android P; saiba comoNovidades do Android P vazam antes da hora; conheça as mudanças no sistemaAndroid P guardará os níveis de volume ideais para cada dispositivo BluetoothAndroid P deve contar com navegação por gestos no estilo iPhone X

Por isso, se você quiser conhecer as novidades do sistema operacional do Google que foram anunciadas durante o evento, não é necessário baixá-lo. Basta conferir esta lista. As mudanças prometem fazer dessa atualização do Android uma das mais radicais dos últimos anos. Confira:

Reprodução

1. Nova navegação

No Android P, a navegação vai ficar mais parecida com a do iPhone X da Apple. O recurso de “apps recentes” será acessado deslizando para cima a partir da tela inicial. Lá, os apps recentes serão mostrados lado-a-lado (e não mais um em cima do outro). A prévia dos apps recentes será interativa, mas o usuário também poderá clicar neles para acessá-los. Na parte inferior da tela ficarão cinco sugestões de aplicativos, trazidas com base no padrão de uso daquele usuário.

 

2. Slices de aplicativos

A busca do Google feita pelo celular mostrará sugestões de ações dentro de aplicativos. Por exemplo: se você procura por maneiras de chegar a um lugar, o próprio buscador poderá lhe mostar um pedaço do aplicativo Uber (ou 99, ou Cabify) e permitir que você chame o carro diretamente pela busca. O recurso também funciona para apps de compra de ingressos de eventos, por exemplo. As possibilidades só são limitadas pela criatividade dos desenvolvedores.

 

Reprodução

3. Bateria adaptativa

Por conta dos recursos de aprendizagem de máquina embutidos que o Android P terá, o seu celular já saberá mais ou menos quais aplicativos você usa a cada hora do dia. Ele então dedicará mais energia a esses apps, e diminuirá a carga de energia direcionada a outros apps. Segundo o Google, isso causa uma redução de 30% no tempo gasto pelo processadores com apps em segundo plano.

 

4. Brilho adaptativo

Assim como o seu padrão de uso de bateria, o sistema operacional também aprenderá como você gosta do brilho da tela. Se ele percebe que você sempre abaixa o nível do brilho quando entra em um novo ambiente, ele aprende isso e passa a ajustar o brilho do jeito que você gosta.

Reprodução

5. Novo controle de volume

Você vai assistir a algo com som em um local silencioso, então você abaixa o volume, mas na verdade você só abaixou o volume do toque, e não da mídia, então o vídeo toca alto de qualquer maneira. Isso vai deixar de acontecer no Android P. Nele, o controle de volume, por padrão, ajusta o volume de mídia, e não do toque. Ele será uma barra vertical ao lado dos botões físicos de volume do celular.

 

6. Novo controle de rotação

Se você odeia quando o seu celular gira a tela sem você querer (ou não gira quando você quer), vai gostar dessa mudança. No Android P, quando o sistema detectar uma mudança na orientação da tela, ele vai mostrar um botão na tela; ao clicar nele, a tela gira. Se não, ela não gira.

Reprodução

7. Android Dashboard

O Android P terá um painel no qual será possível ver dados como: quanto tempo você passou no celular naquele dia, quantas vezes destravou a tela, quais apps usou, quanto tempo passou em cada um deles e até mesmo o que fez em cada um deles. Os dados ficam no seu próprio dispositivo, então são privados. Mas a ideia é que o sistema te ajude a aproveitar melhor o tempo que você passa com o celular.

 

8. Timer de aplicativos

Como parte dos esforços do Android P para ajudar os usuários a melhorar o tempo que passam com o celular, o sistema terá um recurso de “Timer” para aplicativos. Isso significa que você pode estabelecer um máximo de tempo para passar com cada aplicativo por dia. Quando esse limite estiver chegando, o sistema mostrará uma notificação. E depois que ele for atingido, o ícone do aplicativo ficará cinza, para desincentivar que o usuário volte a ele.

 

9. Novo modo “Não Perturbe”

Ainda focando no bem estar digital dos usuários, o Android P mudará o recurso “Não perturbe” para que ele não apenas não faça barulho quando as notificações chegarem, mas também sequer mostre estímulos visuais relacionados às notificações. E ele pode ser ativado facilmente: sempre que o celular for virado para baixo em uma mesa, ele entrará no modo “Não Perturbe”. Contatos favoritos, no entanto, ainda poderão chegar ao usuário por meio de ligações, para casos de emergência.

 

Reprodução

10. Recurso para antes de dormir

O Android P terá também um recurso chamado “Wind Down”, voltado para quem usa o celular antes de dormir. Você determina um horário em que pretende dormir e, quando a hora estiver próxima, o celular vai diminuir o brilho da tela e deixá-la em preto e branco. Isso deve facilitar o processo de deixar o celular de lado e finalmente pegar no sono.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.