Alteração do Google em plataforma prejudica ferramentas que burlam censura

Alteração do Google em plataforma prejudica ferramentas que burlam censura

Uma alteração feita pelo Google na plataforma App Engine vai dificultar a vida de ferramentas usadas para burlar censura na web. A mudanã descontinuou uma prática conhecida como “domain fronting” que é usada para quebrar bloqueios estabelecidos por governos na internet.

Com o App Engine, desenvolvedores podiam usar o Google como um proxy, desviando o tráfego dos servidores por um domínio Google.com. Assim, em lugares em que a censura governamental impede acesso a determinados sites, a ferramenta permitia passar por cima do bloqueio como se o usuário estivesse acessando um site hospedado no Google.

Desde meados de abril, no entanto, o Google mexeu no App Engine e a ferramenta parou de funcionar. Ao The Verge, a empresa disse que a alteração já era planejada, e o domain fronting nunca foi um recurso oficialmente suportado pelo Google.

A medida foi criticada por defensores da liberdade na web. No Twitter, o grupo anti-censura GreatFire.org lamentou a alteração. “O Google poderia acabar com a censura online em todos os lugares em um piscar de olhos, se quisesse,” disse o grupo.

“O Google sabe que esse bloqueio vai render efeitos adversos imediatos em defensores dos direitos humanos, jornalistas, e outros que lutam para chegar à internet aberta,” disse Peter Micek, do grupo Access Now, em um comunicado. O grupo pede para o Google rever a decisão, mas até o momento a empresa não deu indícios de que vai voltar atrás.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.