Como a tecnologia ajuda no combate ao desperdício de comida

Como a tecnologia ajuda no combate ao desperdício de comida

Deu match! De um lado, a Érica tinha alimentos bons e próprios para o consumo para doar; as frutas e legumes que sobram diariamente da sua feira orgânica. Do outro, a Alessandra – que administra um abrigo com 65 crianças – busca ajuda todos os dias para alimentar os pequenos. As duas se conheceram através de um aplicativo que usa geolocalização para conectar esses dois mundos em um grande projeto de combate ao desperdício de alimentos.

Criado em dezembro do ano passado e já com quase 3 mil usuários entre receptores e doadores, o Comida Invisível é um dos representantes deste universo das chamadas Food Techs: startups que criam produtos e soluções inovadoras no setor da alimentação; seja para promover uma alimentação mais saudável, combater o desperdício ou até conectar produtores e consumidores finais…sempre usando a tecnologia como base das soluções.

O desafio dessas startups é enorme. Até 2050, a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura estima que a produção mundial de alimentos terá que crescer cerca de 70% para acompanhar o crescimento da população mundial. Combater o desperdício é o primeiro passo! Segundo a ONU, a cada três quilos de comida produzidos no mundo, um é jogado fora. O desperdício de alimentos traz sérios impactos sociais, econômicos e ambientais ao planeta.

Similar ao Comida Invisível, a Connecting Food também conecta mercados que desperdiçam alimentos a organizações não-governamentais que precisam recebê-los. A startup oferece tecnologia própria para gerenciar a logística do processo; um dos grandes desafios da doação de alimentos, uma vez que o transporte exige cuidado e rapidez.

Este outro pessoal, da startup Fruta Imperfeita, também combate o desperdício causado única e exclusivamente pelo padrão estético dos alimentos. Como o próprio nome já diz, eles reúnem frutas e legumes fora dos padrões de mercado – que normalmente não seriam comercializados – e os oferecem através de um plano de assinatura em um e-commerce por um valor até 30% mais barato do que o convencional.

Se os alimentos ainda são escolhidos assim, manualmente, a aplicação da tecnologia fica por conta das redes sociais para disseminar o propósito e também de um serviço exclusivo de localização e rotas de entregas.

O Made in Farm é mais um ótimo exemplo de como as food techs estão mudando o jogo. A plataforma desenvolvida pela startup conecta produtores de café e cafeterias e até consumidores finais.

Recentemente, Bill Gates divulgou um artigo no qual fala sobre como a tecnologia pode ter papel importantíssimo para melhorar a vida e a alimentação das pessoas. Para ele, atualmente só existe uma forma de combater a desnutrição mundial e aumentar alimentação saudável; com tecnologia! Mas os desafios vão além…

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.