EUA e Reino Unido acusam Rússia de ordenar ataque hacker global

EUA e Reino Unido acusam Rússia de ordenar ataque hacker global

Autoridades dos Estados Unidos e do Reino Unido emitiram um comunicado na última segunda-feira, 16, afirmando que hackers patrocinados pelo governo da Rússia estão realizando uma campanha de ataques em massa e em escala global, sem revelar nomes ou quantidade de alvos.

O alerta foi emitido pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos em conjunto com a polícia federal norte-americana (FBI) e com o Centro de Cibersegurança Nacional do Reino Unido, informa o Ars Technica.

Veja também:Justiça determina bloqueio do Telegram na RússiaHackers dos EUA atacam Irã e Rússia em resposta a interferências em eleiçõesRússia está por trás do ataque NotPetya, diz governo dos EUA

Segundo os três órgãos, hackers apoiados pelo governo da Rússia estão atacando roteadores domésticos e empresariais, além de data centers e outros dispositivos de rede usados no setor público e privado de diversos países.

O objetivo seria o de coletar informações e até desestabilizar pontos críticos da infraestrutura desses países. “Essas operações permitem espionagem e o roubo de propriedade intelectual que sustentam os objetivos econômicos e de segurança da Federação Russa”, diz o comunicado.

As agências alertam ainda que os hackers estariam se aproveitando de sistemas fracos de segurança, softwares desatualizados e equipamentos ultrapassados que ainda são usados por empresas e governos do mundo inteiro.

Equipamentos da Cisco são usados como exemplo de dispositivos que não são atualizados pelos clientes. Na semana passada, foi a vez de o Irã acusar hackers dos EUA de perpetrar uma campanha global de ataques, também usando dispositivos da Cisco desprotegidos.

Contudo, especialistas ouvidos pela Wired afirmam que o tipo de “ataque global” descrito pelas agências é o mesmo que os próprios Estados Unidos já coordenam em todo o mundo há anos.

Reportagens e vazamentos anteriores já apontaram para o fato de que a Agência Nacional de Segurança dos EUA (NSA) também invade roteadores e switches ao redor do mundo para obter informação sigilosa em campanhas coordenadas de ataque.

No mês passado, a empresa de segurança russa Kaspersky revelou a existência de uma campanha de invasão de sistemas nomeada “Slingshot” que atingiu mais de 100 alvos ao redor do mundo.

Mais tarde, descobriu-se que o Slingshot era uma iniciativa do Comando de Operações Especiais dos EUA com o objetivo de monitorar membros do Estado Islâmico.

Um ex-agente da NSA disse à Wired que o alerta em conjunto de agências norte-americanas e britânicas é “risível”. “Todo mundo hackeia roteadores”, disse Jake Williams. “Dizer que roteadores com senha padrão estão sendo atacados é como dizer que ladrões estão pegando dinheiro que foi largado em um local público.”

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.