Microsoft pode comprar GitHub por US$ 5 bilhões

Microsoft pode comprar GitHub por US$ 5 bilhões

Mais uma grande aquisição pode estar a caminho do mercado da tecnologia. A imprensa norte-americana informou nesta sexta-feira, 1, que a Microsoft está estudando a possibilidade de comprar a plataforma de desenvolvedores GitHub.

O GitHub é um site usado por milhões de programadores e profissionais de TI ao redor do mundo no compartilhamento de projetos, códigos e troca de experiência. Atualmente, a empresa tem mais de 23 milhões de usuários espalhados pelo mundo todo.

Veja também:Microsoft supera Google em valor de mercado pela primeira vez em três anosMaior ataque DDoS da história atinge o site GitHub

A negociação entre GitHub e Microsoft vem se arrastando há alguns meses, segundo informações da rede norte-americana CNBC. Nas últimas semanas, a conversa girou em torno da possibilidade de uma parceria no setor de marketing ou mesmo de uma aquisição total.

É o mesmo o que reportou o site Business Insider, citando como fonte pessoas próximas às duas empresas. Em sua última rodada de financiamento, em 2015, o GitHub foi avaliado em US$ 2 bilhões. Mas analistas indicam que, hoje, o preço de compra gira em torno de US$ 5 bilhões.

De acordo com a CNBC, as negociações ainda estão em andamento. Não é a primeira vez que a Microsoft estuda a possibilidade de comprar a startup, mas uma oferta oficial nunca foi feita. Não se sabe em que estágio a atual negociação está.

Nenhuma das empresas quis comentar publicamente o assunto. O GitHub, no momento, está em busca de um novo CEO, desde que o fundador da empresa, Chris Wanstrath, anunciou que planeja deixar o cargo. Ex-executivos da Microsoft e do Google são cotados para assumir seu lugar.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.