Papua-Nova Guiné vai ficar um mês sem Facebook

Papua Nova Guiné vai ficar um mês sem Facebook

A Papua-Nova Guiné vai ficar um mês sem Facebook. Na busca por criminosos na internet, o país da Oceania vai bloquear por quatro semanas o acesso à rede social.

O banimento do Facebook foi anunciado nesta terça-feira, 29, pelo ministro das comunicações de Papua-Nova Guiné, Sam Basil. Durante as próximas quatro semanas, segundo o ministro, autoridades vão tentar identificar a origem de conteúdo considerado inadequado pela legislação local.

Veja também:Facebook vai criar chip para ajudar a filtrar conteúdo de vídeos ao vivoGoogle e Facebook enfrentam processo bilionário em primeiro dia de lei europeiaFacebook está pedindo para os usuários revisarem configurações de privacidade Facebook trabalhará com pesquisadores para avaliar efeitos de ‘fake news’

A ação faz parte de uma ofensiva do governo local contra criminosos na internet. A ideia é identificar a origem de imagens pornográficas e notícias com informações falsas para que esse tipo de conteúdo seja filtrado e removido do Facebook.

O ministro Basil também sugeriu que o país vai criar um rival próprio para a rede social de Mark Zuckerberg.

Ao site CNET, o Facebook disse que entrou em contato com o governo da Papua-Nova Guiné para entender quais são as preocupações das autoridades.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.