Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O desastre de privacidade do Facebook evidenciado no escândalo da Cambridge Analytica fez com que muitos abrissem os olhos sobre o que a rede social faz e deixa de fazer para proteger os dados de seus usuários. Isso deu início a um movimento de boicote muito forte, que já foi endossado por grandes nomes da tecnologia, sendo o último deles o de Steve Wozniak, um dos cofundadores da Apple.

Woz, como ele é conhecido, revelou que toda essa situação fez com que ele deletasse sua conta no Facebook. Em entrevista ao site USA Today, a principal crítica dele é exatamente ao modelo de negócios da empresa. “Os lucros são todos baseados nas informações dos usuários, que não recebem nenhuma participação”, reclama ele, observando que a empresa que fundou com Jobs tem um modelo contrário: “A Apple faz dinheiro com bons produtos, não com você. Como dizem, com o Facebook, você é o produto”.

Antes de remover sua conta, Wozniak disse que tentou entrar nas configurações de privacidade do Facebook após todo o escândalo da Cambridge Analytica e disse ter se surpreendido com quantas categorias diferentes de publicidade associadas ao seu perfil ele precisou remover. “Eu não acho que isso é o que as pessoas querem que façam com elas. Anúncios e spam são coisas ruins nos dias de hoje e não controle sobre eles. Ou transparência”, afirma ele, apontando também que, em sua experiência, o Facebook trouxe mais coisas negativas do que positivas.

Boicote amplo

Wozniak é parte de um movimento um pouco maior de boicote ao Facebook. A campanha #DeleteFacebook ganhou força após o escândalo, sendo que o cofundador da Apple é apenas um dos grandes nomes que atacaram o Facebook ou anunciaram um boicote à empresa.

Tim Cook, atual presidente da Apple, foi enfático ao afirmar que já passou da hora de o Facebook ser regulamentado por seu modelo de negócios que envolve coletar o máximo possível de dados de usuários no intuito de permitir anúncios ultrassegmentados encontrem um público muito específico.

Elon Musk, fundador da Tesla Motors e da SpaceX, foi outro a se manifestar contrário à empresa de Mark Zuckerberg. Por meio de seu Twitter, ele anunciou que as páginas das duas companhias seriam removidas do Facebook, promessa que foi cumprida dentro de poucas horas (talvez para desespero da equipe de mídias sociais das empresas). Se você tentar procurar pelas páginas da Tesla ou da SpaceX no Facebook hoje, você não vai encontrar.

Até mesmo um dos cofundadores do WhatsApp, que hoje pertence ao Facebook, se juntou ao movimento. Brian Acton, que se desligou do aplicativo após a aquisição, aproveitou a ocasião para declarar em seu Twitter que havia “chegado a hora” de deletar o Facebook.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe:

Deixe seu comentário