Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em 23 de março, um carro da Tesla dirigindo em piloto automático se envolveu num acidente que deixou o único ocupante morto. Nesta semana, descobriu-se que a empresa foi afastada da investigação que apura de quem foi a culpa pelo acidente.

O NTSB é um órgão federal dos Estados Unidos responsável por investigar acidentes em autoestradas do país. A Bloomberg reporta que foi o NTSB quem pediu que a Tesla se afastasse da investigação, ao contrário do que a empresa andou dizendo na mídia.

Veja também:Elon Musk diz que carros da Tesla poderão cruzar os EUA sem motorista

Nesta semana, a Tesla soltou um comunicado informando que não ia mais colaborar com a investigação porque o NTSB pediu que a empresa “deixasse de divulgar informação” a respeito do modo de piloto automático em seus carros, o que ia contra sua política.

Porém, segundo fontes da Bloomberg, não foi a Tesla quem decidiu se afastar, mas o NTSB quem decidiu afastar a Tesla. A decisão teria sido comunicada ao CEO da Tesla, Elon Musk, numa ligação descrita por uma das fontes como “tensa”.

O motivo para o afastamento seria o de que a Tesla rompeu com o acordo feito com o NTSB de não comentar publicamente o caso enquanto a investigação estivesse em andamento. A ideia de “deixar de divulgar informação” foi descrita pela Tesla como “inaceitável”.

O impacto disso é que a Tesla fica sem acesso às descobertas e à evolução da investigação no NTSB, enquanto o órgão, por sua vez, fica sem a ajuda dos engenheiros da Tesla para entender como o sistema de piloto automático dos seus carros funciona.

O acidente

O acidente que matou Walter Huang, de 38 anos, foi divulgado pela Tesla em um post no seu blog oficial. Na ocasião, a empresa defendeu o seu sistema de piloto automático e indicou que a culpa pelo acidente teria sido do motorista.

O modo de piloto automático dos carros da Tesla não é igual ao de direção autônoma da Waymo ou da Uber, por exemplo. Ele não substitui a direção humana, e ainda exige que o motorista mantenha as duas mãos no volante e olho na estrada mesmo com ele ativado.

Segundo a Tesla, não foi isso o que aconteceu no caso de Huang. A empresa afirma que o condutor ignorou vários avisos alertando-o para manter as mãos no volante e os olhos na pista, até seis segundos antes do acidente que o vitimou.

Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhe:

Deixe seu comentário